sábado, 18 de dezembro de 2010

O cabeçudo...


Mais um dia de faina e eu e o meu companheiro Nelson e agora “Mister” fomos rumo ao pesqueiro que tinha sido uma aposta dele. As condições apresentavam-se ideais vento fraco pelas costas e mar de metro. Observamos a ondulação e lá se avistavam alguns labrax, bom pressagio! Começamos com amostras afundantes mas o estado do pesqueiro (maré-baixa) não o permitia visto acontecerem muitas prisões das amostras, então mandamo-nos para amostras de superfície a tentar a nossa sorte com a estreia duma Daiwa DC minnow. Primeira captura e vem uma tainha pela barriga (lol) e comentei com o meu compadre “há tainhas há robalos”. Continuei mas mesmo assim a amostra prendeu e como eu tinha fé nela fui busca-la a nado…
De seguida mudei um pouco mais para a esquerda para evitar as prisões, o meu companheiro gritou “ta granda cabeçudo ai a frente!” ao primeiro lance e zaaaazzzz!!!!!!!!
ZZZZZZZZZZZZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz!!! Drag a cantar e uma corrida frenética para a direita paralelamente a praia! Adrenalina no auge e fui trabalhando o menino! Fomos sempre sobre rochas com ajuda do meu companheiro que me indicava o melhor caminho (queríamos tira-lo pela praia) entre mergulhos para “refrescar” sempre com muito cuidado, ao sabor da maré lá veio o menino ter com os spinnerz! Um belo cabeçudo que acusou na balança 4.880kg.


Material:

Cana Hiro Basalto 3m
Carreto Daiwa speedfire 2500
Linha Monofilamento Trabucco T Force 0.30
Amostra Daiwa Chugger minnow – Laser green shiner

Como podem ver o material não me inspirou muita confiança… tinha ido lá só matar o vicio e olha… 

1 comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar